CVN PARAIBA

Novo decreto terá toque de recolher e fechamento da orla em João Pessoa; João fala em ‘priorizar a vida’, mas olhar economia

O governador João Azevêdo (Cidadania) e o prefeito Cícero Lucena (PP) se reuniram na manhã desta segunda-feira (22) para definir os parâmetros do novo decreto com medidas para conter a disseminação do novo Coronavírus na Grande João Pessoa. João declarou que as equipes técnicas estão definindo os detalhes, e que o decreto deve ser divulgado ainda hoje.

Foi confirmado o toque de recolher, fechamento da orla e que haverá redução da mobilidade na Grande João Pessoa. Azevêdo declarou que o decreto irá ‘priorizar a vida’: “vai priorizar a vida acima de tudo, preservar e olhar os segmentos econômicos,  é isso que vamos buscar”.

João revelou que o decreto deve seguir os parâmetros do Plano Novo Normal. Na bandeira laranja, a qual está o município de João Pessoa, bares e restaurantes deveriam permanecer apenas com delivery, escolas em ensino remoto e as praias fechadas.  No entanto, nem todas as medidas formaram consenso entre as gestões estadual e municipais.

A reimplantação de um hospital de campanha foi descartada pelo governador. A necessidade é de mais leitos de UTI, e não de enfermarias como seriam disponibilizados pelo hospital, disse.

“Não há a necessidade de implantação de um hospital de campanha. A demanda é muito maior por leitos de UTI. Essa estrutura vamos conseguir com a ampliação que a prefeitura vai fazer no Hospital Prontovida, nas Upas e com a manutenção dos leitos no hospital no Valentina”, revelou.

 

Resultado de imagem para lg net

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo