BOA PRAÇA, LULA VIRA CONTADOR DE HISTÓRIAS NA SUPERINTENDÊNCIA DA PF

Por Júnior Viriato 03/06/2018 - 19:15 hs

Mantido há quase 60 dias como preso político na sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula tem recebido atenção e simpatia de policiais federais do local; um visitante de Lula relatou surpresa ao entrar na sala e vê-lo de pé, contando uma história a um policial que, sentado na beirada da cama do petista, ouvia com os olhos vidrados; quarto onde o petista está não fica com a porta trancada; mesmo assim, Lula só sai de lá para as duas horas de banho de sol 3 de Junho de 2018 às 09:39 // Inscreva-se na TV 247 Paraná 247 - Mantido como preso político desde o dia 7 de abril na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem recebido atenção e simpatia de policiais federais do local.

Um dos visitantes semanais que Lula recebe, além de seus advogados, relatou surpresa ao abrir a porta do aposento do quarto andar da Superintendência da PF, onde Lula, em pé, contava uma história a um policial que, sentado na beirada da cama do petista, ouvia com os olhos vidrados.

O quarto onde o petista vive não fica com a porta trancada. Mesmo assim, Lula só sai de lá para as duas horas de banho de sol, numa varanda do prédio. Os agentes entram sempre para levar a ele água gelada ou ouvir as histórias do ex-presidente. Lula dedica boa parte do dia a escrever cartas. Coloca no papel sua avaliação sobre o país e recado a familiares. Entrega a papelada para os advogados, que depois distribuem para os destinatários.

Recebendo o apoio diário de militantes do acampamento Lula Livre, o ex-presidente rejeitou solicitar transferência da sede da PF para o Complexo Médico Penal de São José dos Pinhais. Lula também recusou-se a receber alimentos de fora da prisão, uma oferta dos familiares e dos advogados. O petista segue a mesma dieta dos outros presos da carceragem.