Jeová quer criação de uma Frente parlamentar para opor-se ao Judiciário

Por Júnior Viriato 14/04/2018 - 11:32 hs

Ontem o deputado estadual Jeová Campos (PSB), saiu em defesa da criação de um colegiado para contrapor-se às decisões do Judiciário, classificadas por ele como arbitrárias, e que, em sua avaliação, estão ferindo princípios constitucionais: “Precisamos reagir”, disse,

 

“Criando uma frente parlamentar ampla, com deputados, senadores e vereadores para defender a democracia e as liberdades democráticas”. Um dos pontos questionados diz respeito à prisão em segunda instância, antes que todos os recursos sejam julgados, como determina a Carta Magna.

 

Na concepção de Jeová Campos, o Supremo Tribunal de Justiça (TSE) vem ferindo princípios constitucionais básicos, criando, assim, uma crise institucional entre os poderes Legislativo e Judiciário. O deputado observou, nas suas avaliações, que a gota final para o “choque na democracia” foi a prisão de Lula, taxada por ele como “ilegal, injusta e inoportuna”.

 

“No momento que o STF age como se fosse o Congresso Nacional, comprometendo os recursos. Não aceitando os recursos, nesse momento o Supremo estabelece uma crise institucional profunda, que merece uma ação efetiva de sentido nosso contrário. Nós precisamos reagir. De que forma? Criando uma frente parlamentar ampla. Com vereadores, deputados e senadores para defender a democracia, defender as liberdades democráticas”, sentenciou.

 

 

Redação