Cássio assume o Senado e pressiona pra liberar investimentos na Paraíba

Um de seus primeiros compromissos, nesta sexta-feira, é exatamente uma audiência no Ministério da Fazenda

Por Júnior Viriato 12/04/2018 - 22:29 hs

Com a responsabilidade de presidir o Senado da República nos próximos dez dias, o senador Cássio Cunha Lima assume o posto nesta quinta-feira (12) com uma intensa agenda de trabalho dedicada a destravar projetos que estimulem o crescimento econômico a geração de novas oportunidades no Brasil e na Paraíba.

Um de seus primeiros compromissos, nesta sexta-feira, é exatamente uma audiência no Ministério da Fazenda, no Secretaria do Tesouro Nacional, para cobrar agilidade na liberação do projeto João Pessoa Cidade Sustentável, que vai garantir um investimento de mais de R$ 330 milhões em obras de infraestrutura e ações fundamentais para a geração de emprego e renda na Capital e na economia paraibana.

“Fiz questão de marcar essa agenda de trabalho porque a Secretaria do Tesouro precisar liberar o projeto para que o Senado possa aprova-lo. Como é um empréstimo internacional do BID, a prefeitura de João Pessoa precisa do aval do Senado, e queremos mais rapidez nesse processo”, explica Cássio. “Convidamos o prefeito Luciano Cartaxo e sua equipe para que, juntos, possamos já ir resolvendo o que houver de pendência no processo burocrático. O fundamental é garantir logo os investimentos em obras que vão melhorar a vida de milhares de pessoas, inclusive com emprego e renda”, acrescenta.

Cássio assume o comando do Senado determinado também a ajudar no andamento de uma pauta nacional voltada para o crescimento econômico. “Precisamos virar a página da crise política. Mais do que nunca, a pauta do Senado deve apontar para o futuro, para o crescimento econômico, para a geração de emprego”, defende, ressaltando que no período de substituição do presidente Eunício Oliveira, que está no Japão, vai receber a direção da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep) para avaliar os projetos prioritários que ajudem a reaquecer ainda mais a economia.