Disputa por herança motivou morte de policial civil; primo da vítima foi preso

Por Júnior Viriato 10/04/2018 - 09:11 hs

A Polícia Civil prendeu, na noite desta segunda-feira (9), os suspeitos de terem matado o agente da Polícia Civil Jorge Leonardo de Oliveira, 59 anos, em Piancó, no Sertão paraibano. O crime aconteceu durante a manhã em uma propriedade rural da vítima.

Em contato com o Portal MaisPB, o superintendente  da Polícia Civil na Paraíba, João Alves revelou que, entre os suspeitos, está um primo da vítima que seria o mentor da execução. O motivo do crime seria a disputa por um terreno.

“Um é primo da vítima e foi o que organizou tudo. A disputa foi por causa de uma herança de propriedade”, destacou.

Com os suspeitos a Polícia Civil apreende as armas do crime e também a do agente que pertence a Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Jorge Leonardo de Oliveira trabalhava como motorista do rabecão da Superintendência da Polícia Civil de Itaporanga e, quando parou o carro para passar em uma porteira do Sítio Murici, de sua propriedade, foi abordado por um encapuzado que atirou com uma espingarda calibre 12.

Roberto Targino – MaisPB