Ex-assessor diz que contava dinheiro vivo na casa da mãe de Geddel

A PF encontrou fragmentos de digitais de Ribeiro no “bunker” de Geddel descoberto em Salvador (BA), com um total de R$ 51 milhões em notas de reais e dólares.

Por Júnior Viriato 08/11/2017 - 18:51 hs

Em depoimento à Polícia Federal, no dia 19 de outubro, o ex-assessor do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Ribeiro, disse que contava dinheiro a pedido do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) na casa da mãe dos irmãos peemedebistas.

A PF encontrou fragmentos de digitais de Ribeiro no “bunker” de Geddel descoberto em Salvador (BA), com um total de R$ 51 milhões em notas de reais e dólares.

“Que em outras ocasiões, as quais passaram a ter maior frequência a partir de 2010, o declarante recebeu do senhor Geddel dinheiro na residência da mãe deste, para que o contasse”, consta no termo de depoimento que foi juntado no inquérito que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal).

“Que o dinheiro era apresentado, em regra, em envelopes pardos e as somas giravam em tomo de R$ 50.000,00 a R$ 100.000,00; que a contagem era feita, em regra, em sala reservada que funcionava como gabinete”.