Não há crise para pagar privilégios de juízes

Por Júnior Viriato 01/11/2017 - 10:26 hs

Supremo Tribunal Federal (STF) indeferiu decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que suspendeu o pagamento retroativo de auxílio moradia a juízes do Rio Grande do Norte, que ultrapassam os R$ 40 milhões. É um tapa na cara da sociedade.